EMAIL
TELEFONES
  • (49) 3221 2500
  • (49) 99982-4682
ENDEREÇO
  • Av. Pres. Vargas, 999
    Bairro Coral, Lages - SC
    CEP: 88508-110

Leia nosso blog

Categoria: iluminacao
12 de Julho de 2019

Qual a diferença entre lustre e pendente?

A diferença entre um Lustre e um Pendente é basicamente que os pendentes são compostos por peças sempre penduradas no teto, enquanto os lustres, por sua vez, apresentam vários braços – ramificações para diversas lâmpadas, que se unem a uma estrutura central. Eles geralmente possuem uma estrutura mais decorativa do que funcional.
Confira algumas características:

Lustres


Comumente formados por vários braços.
São suspensos no teto.
Os lustres podem servir para a iluminação principal ou simplesmente para compor a decoração de um ambiente.
Existem várias opções de lustres que vão desde peças muito antigas feitas de cristais e metais pesados importados muito valiosos, até peças simples que cumprem bem o papel na iluminação e também na decoração.
Em termos de tendência, hoje em dia, é comum que os lustres misturem do clássico ao moderno.
Geralmente são usados em halls de entrada, salas de jantar ou de estar, onde podem ocupar espaços de destaque.

Pendentes


As luminárias pendentes descem do teto por fios elétricos e, em certos casos, através de cabos.
São muito charmosos e compõem bem a decoração.
São ideais para iluminação de bancadas, mesas, mesas de refeições, mezaninos e laterais de cama.
Diferente do lustre, é uma peça sem braços e que pode receber lâmpadas para tornar a iluminação mais funcional (por exemplo, em bancadas de refeições).
Disponível em vários tamanhos e modelos, os pendentes podem ser usados em vários ambientes e há versões desde os mais simples até os mais requintados.

A escolha do modelo


A iluminação é ponto fundamental na ambientação, visto que às vezes ela não recebe a atenção devida por parte dos designers de interiores. Pois saibam que já existe até arquitetos e/ou decoradores especializados nessa área. São os light designers.

A primeira coisa que ocorre com esta pergunta é qual o contexto que a peça será inserida. Será necessário mesmo um lustre pendente? Ou pode ser um spot, uma luminária mais simples, uma peça embutida do teto…

De acordo com o espaço disponível, o estilo do ambiente, o efeito luminoso desejado, poderemos pensar na peça mais apropriada. Dica número 1: cuidado com a proporção. Volumetria é muito relevante nesta hora e muitas vezes vemos lustres por aí que são quase maior que a mesa!

O mercado oferece uma variedade imensa de modelos, então pense primeiro no efeito que você deseja: uma iluminação mais limpa ou algo mais acolhedor? Um efeito cênico ou algo mais funcional? Iluminação fria ou quente? Pense em todos esses detalhes e escolha de acordo com a sua necessidade. Quanto ao estilo, é preciso que as peças se comuniquem e o lustre ou luminária esteja como elemento da composição.

E uma dica sempre infalível: se estiver em dúvida, prefira as peças neutras.
Carrinho
0 Item(s)