EMAIL Compre online
TELEFONES
  • (49) 3221 2500
  • (49) 99982-4682
ENDEREÇO
  • Av. Pres. Vargas, 999
    Bairro Coral, Lages - SC
    CEP: 88508-110

Leia nosso blog

Categoria: Saúde
30 de Novembro de 2020

Tudo sobre a AIDS

Você sabia que muitas pessoas vivem normalmente, mesmo estando com a AIDS? E também que mesmo pessoas que positivaram o HIV, essas pessoas ainda podem ter relações sexuais?

Hoje falaremos um pouco de tudo sobre a AIDS, termo muito conhecido nos dias atuais. Além disso, veremos alguns dados bastante importantes. Vamos lá?


O que é a AIDS?


Antes de mais nada, é necessário saber o que é a AIDS. Em português, a sigla se refere a “Síndrome da imunodeficiência adquirida”.

A AIDS é a mais grave doença sexualmente transmissível. E a infecção, se dá através do HIV, vírus que ataca as células do sistema imunológico, destrói os glóbulos brancos, enfraquecendo o sistema de defesa do organismo.


Transmissão


Na grande maioria das vezes, a transmissão do HIV se dá pela relação sexual desprotegida. Isso é, uma relação sexual sem o uso de preservativos.

Caso um dos parceiros tenha o vírus, é possível fazer a transmissão do mesmo por meio das secreções.

Além de relações sexuais, a transmissão também pode ocorrer via transfusão de sangue contaminado, no uso de seringas ou objetos que entram em contato com o sangue por mais de uma pessoa, e também na gravidez, parto e/ou amamentação.

Quando o vírus entra na corrente sanguínea, começa a se multiplicar, e ao mesmo tempo, deteriora as células de defesa do organismo.

Após contrair o vírus, o infectado passa a não ter forças de se defender contra doenças comuns, como a gripe, por exemplo, já que sua imunidade vai ser baixa.


Prevenção


Já entendi como a AIDS funciona, mas afinal, como posso me prevenir do vírus?

Infelizmente, ainda não existe vacina prévia contra o HIV, mas é possível se prevenir através de alguns hábitos.

A melhor das prevenções é simples, e se dá através do uso de preservativos na hora da relação sexual. Fazendo isso, as chances de contrair o vírus são bem menores.


Diferença entre HIV e AIDS


Você sabia que existe uma grande diferença entre essas duas siglas? Isso mesmo, muitas pessoas acreditam que é a mesma coisa, mudando apenas a sigla, ou o “nome”. Mas não é bem assim, veja agora a diferença entre esses dois termos:

HIV é a sigla em inglês de “Vírus da Imunodeficiência Humana”. Esse vírus pode causar várias doenças, principalmente a AIDS.

De acordo com o site aids.gov.br, aproximadamente 900 mil pessoas vivem com o HIV apenas no Brasil, e a cada ano são registrados cerca de 40 mil novos casos. Porém, o número de pessoas com a AIDS é menor.

Isso porque quando uma pessoa tem HIV, não necessariamente essa pessoa desenvolve a AIDS, porém após ser infectada, viverá com o HIV durante a vida toda.


Estatísticas do HIV e AIDS


  • - Atualmente, quase 250 mil pessoas têm HIV e não sabem

  • - No mundo, aproximadamente um quarto das pessoas que contraem o vírus são jovens e tem entre 13 e 24 anos.

  • - De acordo com o site unaids.org.br, quase 800 mil pessoas já morreram no mundo por conta de doenças relacionadas à AIDS. Felizmente, esse número está só abaixando, já que em 2010, o número era próximo de 1,2 milhão

  • - Em 2013, o número de casos da AIDS bateu recordes. Atingiu um total de 42.934 casos. Felizmente, em 2019 esse número já é bem menor, totalizando 15.923 casos.


Como as pessoas que possuem AIDS vivem?


A resposta é simples: Normal! As pessoas com AIDS vivem normalmente como qualquer outra pessoa.

É ideal que o infectado coma maior quantidade de alimentos saudáveis, diminuindo as chances de que o organismo contraia algum vírus.

Falando sobre as relações sexuais, podem ser normais também, porém fazendo o uso de preservativos (recomendado não só para quem possui HIV, mas também pra todas as pessoas, já que é uma forma de prevenção).


E o tratamento?


Em relação ao tratamento da AIDS, ainda não existe uma cura exata. Mas caso a descoberta do HIV ocorra logo após a infecção, os danos no sistema imunológico são poucos.

É possível ingerir uma medicação chamada “Coquetel anti-HIV”, uma combinação de drogas que atacam o vírus e diminui complicações relacionadas ao mesmo.


Acompanhamento psicológico


Se dá necessário fazer o acompanhamento psicológico devido ao preconceito de outras pessoas. Devido a desinformação de muitas pessoas, elas acreditam que o vírus pode ser transmitido pelo ar, toques, abraços, etc.

Dessa maneira, ficam com receio de até mesmo chegar perto do portador do vírus, o que causa sentimentos de tristeza, culpa, raiva e vergonha de si mesmo.

Dito isso, já identificamos a maior importância de portadores do HIV terem um acompanhamento psicológico. Vale lembrar, que o apoio da família também é um grande “salvador” nesses momentos.


Conclusão


Hoje vimos um pouco sobre a AIDS. Tivemos uma noção básica do que é a doença, como o HIV funciona no corpo, e também tivemos acesso à alguns dados reais.

Lembre-se: A melhor forma de prevenir a AIDS é fazendo o uso de camisinha.

Por hoje é isso, até mais!
Carrinho
0 Item(s)